Saiba como fazer 15% operando no mercado de opções

Saiba como fazer 15% operando no mercado de opções

Considerando os momentos de instabilidade econômica em várias localidades, muitas pessoas estão buscando formas de ter mais consistência financeira para planejar o futuro. 

Neste contexto, uma das vias mais procuradas é a de investimentos no mercado financeiro. De acordo com análise da B3, uma das principais empresas de infraestrutura do mercado financeiro, o número de investidores cresceu mais de 43% no primeiro semestre de 2021, na comparação com o mesmo período de 2020. 

Entre as vertentes do mercado que estão ganhando destaque está o mercado de opções, mecanismo que prevê o aporte financeiro de maneira consistente e segura, viabilizando maior chance de obter lucro significativo. 

Se você não conhece o mercado de opções, mas tem interesse em saber mais sobre o assunto, ou está buscando uma atuação mais consistente no ramo de investimentos, leia o artigo até o final. Boa leitura! 

O que é o mercado de opções?

O mercado de opções é um perfil de investimento que garante ao proprietário da opção, por um período determinado, o direito de comprar ou vender os ativos por uma data específica no futuro. 

As opções são derivativos das ações, ou seja, o preço das opções varia conforme o preço dos ativos que elas estão atreladas. 

Em outras palavras, o conceito de derivativos diz respeito à definição da cotação das ações, com base em outros ativos, taxas de referência ou índices. Essa referência pode ser física, como ouro ou café, ou financeira, como ações, e o Ibovespa. 

Como funciona o mercado de opções?

Quem compra uma opção é chamado de titular e, quem vende, o lançador. Inicialmente, eles não negociam o ativo, mas o prêmio. 

Os dois definem o valor de compra e venda, que é o que é chamado de strike price ou preço exercido. A diferença é que o titular terá sempre o direito de exercer, mas não tem a obrigação de exercê-lo. Já o lançador terá sempre a obrigação de atender ao exercício, caso o titular resolva exercer o seu direito. 

Se ainda está um pouco estranho essa dinâmica, tudo ficará mais claro agora. Vamos pensar que você é um investidor do ramo gastronômico e tem a intenção de comprar um restaurante com valor de mercado equivalente a R$ 300 mil, avaliando que, a longo prazo, o empreendimento terá grande valor. 

Um amigo seu, que também é investidor neste segmento, também acredita no potencial de mercado do local, tendo em vista que ele está em uma das áreas mais nobres do Rio de Janeiro, porém não tem o valor total para efetuar a compra. 

Neste contexto, o que você e seu colega resolvem fazer? Um acordo de opção de compra (call), que irá prever um depósito, por parte do seu amigo, no valor de R$ 40 mil, para ter direito de compra do empreendimento por R$ 260 mil. 

Se a valorização se concretizar, ele irá adquirir um imóvel por R$ 260 mi, porém, com valor de mercado de R$ 300 mil. 

Por outro lado, caso a projeção não se confirme, seu amigo não precisará exercer o direito de compra e você ficará com o prêmio.

Neste contexto, é importante compreender alguns conceitos básicos das operações no mercado de opções: Veja alguns deles! 

  • Ativo-objeto: neste caso, estamos falando do ativo que está sendo negociado;   
  • Titular: estamos falando de quem compra a opção e, consequentemente, tem direito de comprar ou vender o ativo em qualquer tempo; 
  • Lançador: esse é quem vende a opção para o titular, cedendo a ele o direito de comprar ou vender o ativo-objeto da opção; 
  • Prêmio: o prêmio é o valor pago por quem está comprando a opção para quem a está vendendo;
  • Call (opção de compra): estamos falando de opções que dão ao seu titular o direito de comprar o ativo-objeto do contrato por um preço prefixado; 
  • Put (opção de venda): o titular tem o direito de vender o objeto do contrato pelo preço de exercício na data de vencimento; 
  • Strike: strike é o preço de exercício e representa o valor prefixado que a ação pode ser negociada no exercício da opção. 

 

comprar ou vender

 

Qual a diferença entre ações e opções?

Essa talvez seja uma pergunta corriqueira para muitas pessoas e pode ser uma de suas dúvidas quando o assunto é investimento. 

Ao investir em ações, você adquire uma fatia de uma empresa, se transformando em sócio dela. As ações são o capital social de uma companhia e, ao investir nelas, está comprando o capital social de uma corporação. 

Mas e o mercado de opções? Elas podem ser oriundas de ações, mas também de outros ativos conforme explicamos. Estão submetidas a oscilações de mercado e levam em consideração outros parâmetros de referência. 

Conheça as vantagens do mercado de opções!

Quando falamos em benefícios e desafios dentro do mercado de opções, talvez possa surgir para você a seguinte pergunta: Vale a pena entrar na rota do mercado de opções? 

A resposta a essa pergunta vai depender muito dos seus objetivos de investimento e como você pretende fazer sua aplicação financeira. 

Mas é importante abordar os diferenciais deste modelo de aporte financeiro, mesmo porque as vantagens pesam na decisão, não é mesmo? Vamos a elas! 

Em relação às tendências de investimento, trata-se de um modelo flexível que permite realizar aportes em cenários diferenciados, considerando momentos de alto e baixo fluxo em termos de valorização. 

Além disso, os custos de transações são menores e, com as alternativas de investimento, é possível diversificar as estratégias fugindo do modelo tradicional. 

É um modelo que possibilita fazer uma previsibilidade de cenários considerando zona de prejuízo, custo e retorno máximo, zona de lucro, entre outras variáveis. 

 

 

Conheça a história de Leonilson Kiyoshi, aluno nosso que lucra 15% ao mês operando com opções

Leonilson Kiyoshi é assinante do Opções e Oportunidades e entrou no mercado financeiro comprando ações de empresas, buscando aumentar o seu rendimento. 

Há aproximadamente três anos ele gerenciava suas finanças em um formato mais convencional, aplicando dinheiro em poupança. Entretanto, já neste período ele via a necessidade de diversificar sua carteira de investimentos, para ter mais lucratividade. 

Foi aí que ele decidiu entrar de cabeça no mercado financeiro, mas o início não foi fácil. “Eu comprei minhas primeiras ações em meio ao início do Coronavírus, em função disso, elas oscilaram muito no mercado”. 

Segundo Kiyoshi, a partir daí ele começou a estudar e a pesquisar mais sobre o assunto e aí ele chegou no mercado de opções, que era uma opção que ele procurava. “Eu queria crescer mas, ao mesmo tempo, a minha proposta era manter meu capital seguro, por isso, o mercado de opções foi a melhor opção”. 

Para obter essa performance, entre as operações mais executadas estão Lançamento Sintético, Lançamento Coberto e Trava de Baixa Financiada. 

Conheça formas de investir no mercado de opções!

O primeiro passo é abrir uma conta em uma corretora de valores, pois são essas instituições que realizam a intermediação com as operações no pregão do B3, inclusive no mercado de opções. 

Neste contexto, comece pesquisando as taxas de negociação de cada corretora. É comum que as operações com opções sejam mais frequentes e envolvam valores mais baixos. 

Uma dica importante é verificar os sistemas de análise e negociação disponibilizados pela corretora no home broker, já que eles permitem fazer estudos mais profundos, para identificar aqueles que são mais adequados ao seu perfil de operação. 

Posteriormente, é hora de definir quais estratégias utilizar de acordo com sua necessidade. Por exemplo, se a ideia é proteger sua carteira de ativos, irá operar de uma maneira mas, caso a proposta seja alavancar investimentos. 

Por fim, não menos importante, mantenha-se sempre informado sobre as principais técnicas de atuação no mercado de opções e possíveis oscilações no mercado. Neste contexto, vale adquirir livros, ver vídeos, palestras e, se possível, conversar com especialistas sobre o tema. 

Como faço para me aprofundar ainda mais no assunto?

A proposta deste artigo é mostrar que pessoas, mesmo com pouca experiência ou sem conhecimento em mercado financeiro, podem se aperfeiçoar e alcançar desempenho positivo no mercado financeiro. 

Esse é o seu objetivo? Se for, sugerimos acessar o link da conversa que tivemos com o Leonilson, no qual ele conta mais detalhes sobre sua trajetória no mercado de opções, enfatizando as técnicas que ele usou para viabilizar melhor solidez financeira. Confira! 

Aulas sobre o Mercado de Opções

Como fazer análise dos gráficos para operar opções

Nesta aula gratuita vou te explicar analisar gráficos para operar opções e como funciona o comportamento…

Como multiplicar os dividendos das suas ações

Vou te ensinar como utilizar o mercado de opções para multiplicar os dividendos das suas ações

Como usar estatística para operar opções

Tenha alta taxa de acerto com ganhos expressivos. Nesta aula você vai entender como usar estatística…

Você pode se interessar

TSM: Como ele fez mais de US$ 8 mil com esse ativo

No final do ano passado, comecei a trabalhar com as ações da TSM com os meus…

Como usar opções para comprar ações a custos menores

Você sabia que é possível utilizar as opções para comprar ações por um preço menor? E…

PRIO3: a empresa que tem dado mais de 2% ao mês

A PRIO3 (PetroRio), é uma empresa com a qual temos trabalhado bastante no nosso canal de…