Ações Ordinárias e Preferenciais: 5 diferenças

A Bolsa de Valores brasileira tem ganhado visibilidade e vários cidadãos têm iniciado as suas trajetórias como investidores. Porém, existem diversos conceitos que não são comuns, por exemplo, as noções de ações ordinárias e preferenciais. Conhecer o significado desses termos pode ajudar a melhorar os resultados alcançados.

No mercado de investimentos do país, existem empresas com os dois tipos de ativos e tomar ciência sobre o que representam é de extrema importância. Você já sabe o que caracteriza cada um deles? Continue a leitura deste artigo e aprenda mais sobre isso!

Guia Do Iniciante em Opções

Como sair do zero e dar seus primeiros passos no mercado de opções

O que são ações ordinárias?

As ações ordinárias (ON) são assim chamadas por se tratarem de títulos comuns, sendo facilmente encontradas no mercado financeiro.

Os agentes que as possuem têm garantido o direito a voto nas assembleias das empresas. Porém, isso não significa que a pessoa tem a possibilidade de vetar algo ou tem um grande poder de decisão no negócio.

Para que se torne o controlador de uma instituição listada na Bolsa, um indivíduo precisa adquirir 50% mais um de todas as ONs.

Outro ponto de importante destaque em relação a essa classe é que, mesmo tendo a garantia de voto, o acionista ordinário não é responsabilizado pelas dívidas da empresa.

Em caso de venda, o conjunto de acionistas que não dispõem do controle tem o direito ao que corresponde a 80% do valor negociado, sendo os outros 20% destinados ao controlador da empresa.

Os títulos dessa natureza são mais indicados para o longo prazo pelo fato de que, quando ocorre o crescimento da companhia, consegue-se um retorno mais elevado. Por outro lado, existe a desvantagem de apresentar um maior risco, dado que não se garante preferência em relação a credores e outros tipos de acionistas em caso de liquidação.

Recomendado para você

Como multiplicar seus dividendos por 4x ou mais, gastando menos que 5 minutos por mês

✅ Mesmo que suas ações não estejam pagando dividendos

✅ Mesmo com suas ações caindo

✅ Mesmo que tenha pouco dinheiro para começar

Quero Saber Mais

O que são ações preferenciais?

O nome dessa categoria de ação vem do fato de que ela proporciona ao seu proprietário a preferência na distribuição de lucros.

Desse modo, quando uma pessoa compra esse tipo de ação, ela recebe os seus dividendos e outros pagamentos antes dos acionistas que não têm esse tipo. 

Um tópico que merece atenção quando se refere às ações preferenciais (PNs) relaciona-se ao fato de que são exigíveis. Sendo assim, caso uma instituição queira comprá-la de volta, independente do motivo ou momento, poderá efetuar a operação.

Em caso de execução da venda da empresa, em geral, quem possui uma ação preferencial não tem nenhum direito garantido. Claro que isso pode sofrer alguma alteração caso esteja previsto no estatuto da empresa, sendo necessário lê-lo.

Como Gerar Renda Semanal em Dólar

Condição especial de lançamento do Opções e Oportunidades USA

Ações ordinárias VS. preferenciais — quais são as suas diferenças?

Agora que já foi possível entender, de modo comum, o conceito de cada uma das categorias, vamos listar quais são as principais diferenças entre as participações ordinárias e preferenciais em uma empresa.

1. Direito a voto

Como descrito na definição, as ordinárias dão direito a voto, enquanto isso, as preferenciais não dão essa vantagem ao agente. Portanto, caso o seu desejo seja ter uma participação mais ativa nas assembleias, as ações ordinárias podem ser uma melhor opção de escolha.

2. Volume de negociação

É necessário entender o volume de negociações de cada tipo de ação pelo fator de liquidez. Quanto mais ações daquele modelo são transacionadas, maior a facilidade de vendê-las, caso seja necessário.

Em linhas gerais, as PNs têm um grande volume no mercado, dando a elas uma vantagem nesse quesito. Cabe salientar, porém, que existem muitas ONs que têm boa quantidade na economia, possibilitando a sua execução, se necessário ou desejado.

3. Pagamento de dividendos

Uma empresa listada na Bolsa pode decidir entre distribuir os dividendos ou retê-los para reinvestir em seu crescimento e obter maiores lucros. Como visto, as PNs têm a vantagem de que, quando se é decidido pagar proventos para os acionistas, quem as tem recebe primeiro. Os detentores das ONs também podem receber a transferência de recursos efetuada pela instituição, mas isso ocorre após o repasse das PNs e, em geral, em valores menores comparativamente.

4. Tag along

O conceito de tag along deve ser compreendido também quando se trata de ONs e PNs. Ele é uma ferramenta para garantir segurança aos acionistas minoritários de um negócio, permitindo que, caso ocorra uma mudança de controlador, o indivíduo tenha a possibilidade de deixar a companhia.

Esse mecanismo é assegurado por lei para os que compram uma ação ON, enquanto as PNs não têm essa proteção. Portanto, caso a instituição tenha uma mudança de controlador, quem adquiriu os ativos do segundo tipo não terá a saída do negócio certificada, caso queira fazê-lo. Vale apontar aqui que, desde que esteja em um estatuto, a empresa poderá estender o benefício do tag along para as PNs.

5. Novo mercado 

O novo mercado da B3, que foi lançado em 2000, tem o intuito de reunir as empresas com bons níveis de governança corporativa. Com isso, as companhias que são listadas nesse segmento adotam políticas de governança corporativa exigidas pela lei, ganhando transparência e diferenciando-se. Mas qual a relação disso com ON e PN?

Uma das regras para estar dentro do segmento é que o capital dessas empresas deve ter 100% de ações ordinárias. Sendo assim, com essa nova legislação, o número de ONs passou a crescer. Além disso, como os critérios de governança para fazer parte desse setor da Bolsa de Valores são mais abrangentes e visam a melhorar a conduta das empresas, investir em instituições do novo mercado pode garantir maior segurança.

Como escolher entre os dois tipos de ações?

Agora que você já conhece as definições de ON e PN e quais são as suas diferenças, fica mais simples estabelecer qual delas obter. Com essas informações em mente, a decisão de onde alocar os seus recursos já pode ser tomada.

Por fim, entenda quais são os seus objetivos em relação à liquidez, à distribuição de dividendos, ao poder de decisão ou à segurança do investimento para fazer uma escolha otimizada entre ações ordinárias e preferenciais. É possível encontrar no mercado ótimas opções de ambos os tipos e contar com uma ajuda profissional pode levá-lo a ter decisões mais acertadas.

Como encontrar as melhores ações da bolsa?

Você já deve ter feito esta pergunta. Quais ações investir? Quais tem o maior potencial de valorização?

É importante olharmos para diversos pontos, como não só ser uma empresa lucrativa, mas também que não seja uma empresa com problemas no futuro.

Fiz um vídeo mostrando como você pode analisar de forma simples, em menos de 5 minutos, algumas estruturas e indicadores para encontrar boas empresas para investir.

 

Aulas sobre o Mercado de Opções

Como fazer análise dos gráficos para operar opções

Nesta aula gratuita vou te explicar analisar gráficos para operar opções e como funciona o comportamento…

Como multiplicar os dividendos das suas ações

Vou te ensinar como utilizar o mercado de opções para multiplicar os dividendos das suas ações

Como usar estatística para operar opções

Tenha alta taxa de acerto com ganhos expressivos. Nesta aula você vai entender como usar estatística…

Você pode se interessar

B3SA3: Essa ação pode subir 186%

Hoje eu quero trazer para você a análise quantitativa de um ativo que acompanhamos bastante aqui…

Renda Fixa: como utilizar para fazer venda de PUT?

Você sabia que é possível utilizar seus títulos de renda fixa para potencializar os seus ganhos…

Como usar as opções para potencializar sua carteira

Eu trabalho no mercado financeiro há 15 anos já, sendo 12 deles com o mercado de…