O que é o Delta de uma opção?

O que é o Delta de uma opção?

Para entender o que é o Delta no mercado de opções, devemos lembrar que uma opção é um derivativo de uma ação. Ou seja, cada opção necessariamente precisa ter um respectivo ativo no mercado de ações.

Com isso em mente, podemos partir para a explicação deste conceito que confunde muitos investidores, especialmente iniciantes.

Como o Delta funciona?

O Delta de uma opção é o índice que mede a correlação do derivativo e de seu respectivo título. Por exemplo, se o Delta for 0,50, e a ação variar R$1, a opção variará R$0,50.

Desta forma, o Delta estará sempre entre -1 e 1. As operações compradas – também chamadas de calls – sempre estarão no positivo (entre 0 e 1), enquanto as puts – operações vendidas – estarão no negativo (entre -1 e 0). 

No caso das calls, quanto mais próximo do 1, maior é sua sensibilidade em relação ao ativo e, portanto, será mais lucrativa na maioria das estratégias. 

Já as puts funcionam ao contrário: quanto mais próximo do -1, maior é sua sensibilidade em relação ao ativo. 

Isso significa que, se o ativo subir R$1, e sua operação vendida tiver um Delta de -1, então a opção cairá R$1. Agora… se o ativo cair R$1, sua opção vai subir o mesmo tanto.

Como o Delta é calculado?

Normalmente, o cálculo desse valor é baseado na classificação do ativo relacionada a seu Strike (prêmio). 

No mercado de opções, temos três tipos de nomenclaturas: ATM, ITM e OTM.

ATM

ATM significa At The Money, ou, em tradução livre, “no dinheiro”

Explico… Uma opção ATM, tem seu strike igual ao preço da opção negociada no mercado à vista.

Por exemplo, o preço de strike é R$50, e a opção está variando entre R$49,50 ou R$50,50 – muito próxima do valor de strike, logo, não tem como prever se a operação será ou não exercida.

ITM

ITM é a sigla para In The Money, que significa “dentro do dinheiro”.

Se uma call estiver ITM, ela estará com um strike menor do que o preço do ativo, nesse caso, é provável que o investidor seja exercido com aquela operação. 

Lembrando que para as operações vendidas (que apostam na queda do ativo), o contrário acontece: se estiver ITM, tem um strike maior que o preço do ativo.

OTM

OTM significa Out The Money, ou “fora do dinheiro” em português.

Se a call estiver OTM, ela estará com um strike maior e, portanto, a probabilidade de não ser exercida é grande.

De forma que, se uma put estiver OTM, tem um strike menor.

Bom… essa nomenclatura é importante para o cálculo do Delta porque quanto mais próximos de ITM – tanto as operações compradas quanto vendidas -, mais próximo o Delta estará da paridade com a ação, seja de 1 ou de -1, respectivamente.

Está conseguindo acompanhar? Se esse assunto ainda estiver complicado, sugiro que assista este vídeo aqui para entender melhor do que estou falando:

Como escolher a opção com o melhor Delta?

Essa decisão vai de cada investidor e deve estar alinhada com a sua estratégia de investimento. 

Porém, pensando em operações vendidas, considero que o melhor é escolher o Delta -0,15 para investimentos no Brasil, já que o mercado ainda é pouco estruturado e, apesar de te pagar uma taxa menor, oferece menos riscos para a opção.

No entanto, para as opções americanas, gosto de trabalhar com o Delta -0,30.

Confira mais conteúdos deste tipo por aqui, que te ajudam a cuidar melhor do seu patrimônio e de seu conhecimento financeiro.

Aulas sobre o Mercado de Opções

Você pode se interessar

Ações nos EUA: Como encontrar as melhores empresas para investir

Estamos entrando no segundo semestre de 2024 e, se tem uma coisa que todo investidor percebeu,…

Como usar a compra de CALL para ter ganhos exponenciais

Nós falamos bastante sobre estratégias como venda de PUT ou venda de CALL para rentabilizar a…

BABA: a ação que está pagando 2,07% por semana na venda de PUT

Um dos ativos que temos trabalhado bastante no mercado americano é o BABA, da empresa Alibaba.…